A infância de Isaac Newton - Os primeiros anos de vida do gênio

Agora que já lemos sobre o nascimento de Isaac Newton e sobre sua família, vamos ver como foi sua infância, o que ocorreu nela, como foi e no que isso influenciou no restante da vida de nosso gênio da ciência.



Os primeiros anos de Isaac Newton

Como finalizamos no artigo anterior, quando falamos do nascimento de Newton, seu pai morrera poucas semanas antes do pequeno e franzino Isaac vir ao mundo.
A partir desse fato, não é difícil deduzir que sua infância não foi normal, pois cresceu a presença de seu pai.

Por se tratar de uma família do campo, onde havia pouco costume, e necessidade, de registrar e escrever os fatos, pouco se sabe como foi, exatamente, a infância do pequeno Newton.
Mas não é muito difícil de deduzir, baseado no estilo de vida no interior da Grá-Bretanha naquela época.

Macieira em que Newton ficava sentadoComo Isaac Newton (o pai) morreu, a mãe de Newton (o filho), Hannah, foi quem passou a tomar conta do casarão da família, dos empregados, plantação e animais.

Assim, nos primeiros anos de vida, Newton teve em Hannah sua figura paterna e materna.

Apesar do trabalho que ela deve ter tido, a família não passava por dificuldades financeiras, então Isaac deve ter passado seus primeiros anos nos belos campos do condado de Lincolshire, como é mostrado na figura ao lado, onde pudemos ver uma macieira típica da região.

Padrasto e afastamento da mãe

Diferente da sociedade de hoje, onde é comum uma mulher ter sua profissão e sua vida, independente de um marido, na época de Newton isso não era muito bem visto.
O normal era que um homem administrasse os negócios, restando para a mulher os cuidados com a casa, empregados e filhos.

Como Hannah era uma mulher jovem e tinha posses, não foi surpresa alguma quando o pároco Barnabas Smith, da cidade de North Witham, a pediu em casamento.
Sim, era normal um homem pedir uma mulher em casamento assim do nada, mal a conhecendo.

Barnabas possuía terras, um bom salário da igreja e frequentou a universidade, tinha 63 anos e estava viúvo.
Para se adaptar aos costumes da sociedade, e tendo em vista a idade e condição financeira de Smith, Hannah aceitou e se casou com ele.

Até aí, tudo normal para a época.
Mas algo de estranho ocorreu. Não se sabe bem o motivo, mas Hannah se mudou para a cidade onde Smith era pároco e não levou o pequeno Isaac Newton, que ficou no casarão de Woolsthorpe, com os seus avós James e Margery, pais de Hannah.

Um garoto rebelde

Agora imagine uma criança que nasceu órfã, sem a importante influência do pai, ter que ver sua mãe ir embora com um velho, e tendo pouco contato com ela. Com certeza isso confundiu e influenciou bastante o jeito introspectivo e recatado de Isaac Newton.
Foram golpes duros para uma criança.

O fato é que 8 anos depois Hannah voltaria viúva para o casarão da família Newton e trazia consigo mais 3 filhos (duas meninas e um menino) que teve com Smith.

Obviamente, Newton cresceu não aceitando isso muito bem.
Analisando algumas anotações que Isaac fez durante sua adolescência e início de vida adulta, vemos ele se confessando por ter tido raiva da mãe e de Smith.
Newton chegou a ameaçar de queimar a casa com ambos dentro, de tanta raiva e indignação que tinha daquela situação.

Não é de se estranhar que Newton também tivesse raiva de seus irmãos, pois isto o lembrava dos anos que passou longe da mãe. Mais óbvio ainda é que a relação de Isaac Newton com sua mãe não fosse uma relação comum, com afetividade.
Infelizmente o jovem Newton tinha se magoado muito.

Nada se sabe sobre os primeiros anos de Newton, o que ele realmente fazia, como vivia e como era criado. Nada foi escrito, pouco se foi lembrado.
Mas sabe-se, e bem, como ficou o perfil psicológico do jovem Isaac Newton após o retorno da mãe, e antes dele ir ao colégio, pois ele mesmo passou a tomar notas de suas atitudes, pensamentos e até mesmo pecados.

Nesse ponto, podemos afirmar: Newton ali já se tornara uma pessoa fria, quieta, calada e extremamente introspectiva.

0 comentários:

Biografia Isaac Newton é um projeto independente.
Para ajudar o trabalho, basta curtir nossa página no Facebook e clicar no botão G+1.

Contamos com seu apoio!