Grande Praga e Incêndio de Londres - O período de ouro de Isaac Newton

Antes de entrarmos em detalhes mais específicos sobre as descobertas e teorias criadas por Newton, precisamos mencionar um fato importante na história da humanidade, que foi crucial para Newton.

Em questão de meses, Isaac Newton contribuiu para o avanço científico para o mundo de uma maneira jamais vista.

CONTINUE LENDO ...

A Grande Peste de 1665


A peste bubônica é uma doença causada pela pulga de um rato, que ficou muito conhecida devido algumas pandemias que ocorreram em diversos países do mundo em séculos passados.

Essas pandemias foram tão grandes e devastadoras que chegaram a dizimar 1/3 da população mundial.

Embora tenha ocorrido diversas vezes, e em vários locais, vamos focar na peste ocorrida na Inglaterra na época de Newton, afinal este site é sobre a Biografia de Isaac Newton e era lá que ele sempre morou.

As primeiras aparições, e mortes, ocorreram no porto de Londres, no final do ano de 1664.
Se você lembrar do que falamos da Inglaterra, em especial Cambridge, em nosso artigo sobre a ida de Isaac Newton para Cambridge, verá que as cidades eram tomadas por favelas, esgotos e muita sujeita.

A pulga do rato preto disseminava a peste bubônica
As pulgas do rato preto transmitiam a peste
Locais propícios para os ratos, para suas pulgas e consequentemente para o alastramento rápido da peste, o que culminou na Grande Peste de 1665.

Uma simples mordida na pulga, e morte era praticamente certa. Raros são os que se salvaram.

A grande maioria teve febre alta, dores pelo corpo, vômito, tremores e a morte.
Somente em Setembro das 1666 as coisas começaram a ficar melhores.

Quer dizer, em parte.










O grande incêndio de Londres

Um padeiro londrino não apagou direto as fornalhas de sua padaria, o culminou em um incêndio.
Como a maioria de casas eram feitas de madeiras, o incêndio ardeu vivo durante quatro dias, destruiu mais de 13 mil casas e quase 90 igrejas, se tornando uma das maiores tragédias da cidade, e o evento ficou conhecido como O Grande Incêndio de Londres.

E o que isso tem a ver com a peste?
Por ironia do destino, essa tragédia que matou menos de 20 pessoas, salvou a vida de dezenas ou centenas de milhares de outras pessoas, pois matou os ratos que transmitiam as pulgas infectadas com as bactérias da peste bubônica.

E o que, raios, isso tudo tem a ver com Isaac Newton?




Meses de ouro de Isaac Newton

Isaac se formou em Cambridge, no Trininity College, em janeiro de 1665, e com as condecorações que recebeu, pôde trabalhar na faculdade, recebendo um bom salário e assim garantiu seus estudos.
Ele tinha que dar algumas aulas e também apresentar, periodicamente, algumas contribuições para a universidade.

Com a grande peste bubônica, a grande recomendação era evitar contato com pessoas doentes.
Assim, era altamente recomendável evitar aglomerações de pessoas, e isso culminou com o cancelamento de todas as atividades acadêmicas em Cambridge.

Ele voltou para Whoolsthorpe, para a casa onde passou sua infância e praticamente não pisou em Cambridge durante dois anos.
Então, 2 anos de férias. O que você faria?
A gigantesca maioria dos colegas de Isaac bebeu, dormiu, farreou e se divertiram muito nessas férias forçadas.

E Isaac também. Sim, ele se divertiu, mas obviamente ao seu modo.
Teve, enfim, paz para pensar e avançar em seus estudos, de forma solitária e sem convenções sociais e acadêmicas, do jeito que ele gostava.

E o resultado foi incrível: provavelmente a época em que um ser humano mais contribuiu para o avanço do conhecimento da humanidade.
Em poucos meses Isaac Newton criou seus Teorema do Binômio, estudou as Tangentes, formalizou os conceitos sobre Luz e Cores, criou o Cálculo Diferencial e Integral e criou a fantástica e famosa Teoria da Gravitação Universal.

Entraremos em mais detalhes sobre tais feitos, a vida e obra de Isaac nos próximos artigos de nossa biografia.

E você, o que fez em suas últimas férias?

0 comentários:

Biografia Isaac Newton é um projeto independente.
Para ajudar o trabalho, basta curtir nossa página no Facebook e clicar no botão G+1.

Contamos com seu apoio!